Quando eu fui a Benguela, não quis regressar… // Final Episode

O que fazer?

Arriscar? Não arriscar?

A praia da Equimina até nos parecia bastante agradável, mas o “desconhecido” parece ser sempre mais apelativo…e havia um je ne sais quoi de misterioso a rondar a “Baía dos Elefantes”…

…A começar pelo nome! Porquê “Baía dos Elefantes”? já lá houve mesmo elefantes? mamutes pré-históricos? muitas teorias demagógicas foram apresentadas pelo grupo, uma mais estapafúrdia do que a outra. Ficou por descobrir. Quem souber, que me envie um email!

…E como lá chegar? só mesmo por barco? ah, afinal há um caminho de terra batida? por onde? quanto tempo? quantas curvas a contar daquela árvore? (não, não há placas nem GPS que nos valha. Aliás, tentar usar o GPS é batota. És um descobridor, comporta-te como tal!).

O Alain: vou negociar com os pescadores uma boleia! Foi. Com andar decidido. Ficámos à espera, expectantes!

AlainNão tivemos sorte! estavam ocupados com coisas mais importantes como…pescar!

A Renata decidiu “testar” a água, com ar contemplativo…sabia que por aí vinha o desconhecido, e não fosse o diabo tecê-las, mais valia dar agora um mergulhinho…

Diogo

O Diogo, de máquina em riste, pronta a disparar, impaciente, a ponderar se a objectiva seria suficiente para ir além da linha do horizonte…

Fomos de Jeep. E tivemos de perguntar, na Aldeia mais próxima, qual o caminho. Muitas dúvidas…apenas um dos aldeãos falava português (ou corruptelas do português?) e a comunicação, por isso, não foi nada fácil…[lembrei-me, de repente…”acrescentar à check list para a vida: aprender um dialecto”]…pela esquerda ou pela direita? quanto tempo? teorias divergentes, ainda mais dúvidas, caminhos que nos pareciam iguais, montes feitos de terra, o carro quase a ficar enterrado, mas a vontade de lá chegar era superior ao receio de nos perdermos no meio do nada [tínhamos a segurança de um farnel de bolachas, queijo e vinho branco, devia dar para sobreviver durante uma semana]…

[se isto fosse um filme, eu seria o único sobrevivente, diz o Alain…]

E de facto, valeu a pena! E sobrevivemos todos!

As tais águas azul-esverdeadas, prometidas, lá estavam, a praia quase deserta (pergunto-me: quantas praias assim haverá ao longo da costa Ocidental Angolana, esperando pacientemente para serem descobertas?), montanhas que a mim lembraram manadas de elefantes, até uma chuva morninha que, apesar de deliciosa, veio acompanhada de trovões assustadores e enlameou o nosso caminho de regresso…

A cereja no topo do bolo, melhor, a “Cuca no topo do prego”, no bar Ferro Velho, em Benguela, bem acompanhados por um pôr do Sol vermelho-laranja e aves no Céu, fecharam a tarde.

E a noite já estava planeada.

Jantar no Aparthotel Mil Cidades, com uma cozinha com travo Indiano e decoração (belíssima!) Africana contemporânea. Daí seguimos para a lendária discoteca “Chirinaua” (é assim que se escreve?)…e o Chirinaua não desiludiu, porque era exactamente o que eu estava à espera.

Uma discoteca africana “à moda antiga”…pista de dança ao centro, eles e elas altamente kitados…a saia que dá com a sandália, que joga com o baton, que não descura o decote…kizombadas à séria, o jogo do “a menina dança?”, sorrisos à toda a volta, o cansaço a puxar de um lado, a vontade de dançar do outro…

Ombaka kuia!

E no último dia só apetecia não ir embora…os mergulhos na praia do Terminus não aplacaram a tristeza da despedida, mas a comida D-E-L-I-C-I-O-S-A do Restaurante D. Bina, no Lobito, ajudou imenso.

Caso para cantar…

Quando eu fui a benguela eu não quis regressar

Ao ver praia morena

Fiquei a sonhar

Que bela mulata

Princesa do mar

Deitada ao sol

Risonha a queimar…

Fotografias de Diogo Bettencourt Pereira e Alexe Gonçalves

 
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: