Archive

Monthly Archives: March 2015

DSC_5806MM

Bengo

O Bengo está localizado no litoral Norte de Angola. Situado mesmo ao lado de Luanda, beneficia, a nível do turismo, da azáfama e cosmopolitismo da capital, podendo-se considerar o turismo uma das fontes de receita da região.

A província tem uma oferta eclética a este nível: reserva animal, reserva florestal, rios, magníficas praias, lagoas, ruínas da época colonial e diversas infra-estruturas de lazer. As suas praias estão preparadas para excelentes banhos de mar, pesca e desportos marítimos.

Praia: Ambriz

Tipo de Praia: Ideal para relaxar a dois ou divertir-se em família.

Localização: A Norte da província do Bengo, o Ambriz está situado entre o Município do Dande (Bengo), a Sul, e o Município do N’zeto (Zaire), a Norte.
Como ir: De Luanda, o melhor acesso é por estrada, que se encontra em boas condições. Por mar, via porto de Ambriz, Barra do Dande ou Porto Kipiri. O Bengo tem ainda um pequeno aeroporto para aviões de pequeno porte.

Dificuldade dos acessos (de 1 a 5): Por terra, 2. Por mar, 4

Bengo
Onde ficar: Hotel Ambriz ou, a uma distância considerável, mas com mais conforto, o Complexo Turístico Paradíseos e o Pasárgada.

Onde comer: No único restaurante existente no Ambriz.

Conselhos úteis: Devido aos problemas de rede na região, pondere levar um telefone via satélite para facilitar as comunicações.

O melhor: A paisagem.

O pior: A rede de telemóvel.

Exclusivo: O pôr-do-sol é imperdível…tenha a máquina fotográfica
à mão.

Surf Spot: Em determinadas alturas do ano, sim.

Ligação ao mundo (rede de telemóvel): Não.

Outras praias na zona: Barra do Dande, Catumbo, Pambala e Santiago.

 

*Fotografias de Mauro Motty.

*Texto publicado na Revista Rotas & Sabores, edição n.º 6, de Dezembro 2014 / Janeiro 2015.

assinatura

Advertisements

Zaire

Zaire

Situada a noroeste de Angola, a Província do Zaire está longe de ser uma das mais exploradas para o Turismo, embora consigamos prever uma mudança de cenário nos próximos anos, porque a sua beleza natural não ficará incognita por muito mais tempo.

Está na linha de fronteira, a Norte, com a República Democrática do Congo, desde a foz do rio Zaire, no oceano Atlântico, tem o Bengo a Sul, e o Uíge a Este. Motivos mais do que suficientes para a ir visitar.

A sua capital, M’banza Congo, fora a capital do antigo reino do Congo, e toda essa proximidade com o País vizinho faz com que esta província e os seus habitantes tenham características sui generis.

A região, rica em recursos naturais, tem praias ladeadas por savana e floresta densa e húmida, com madeiras de alto valor, como o pau-preto.

Mas o mais entusiasmante no meio da paisagem é a existência de rochas ao longo do caminho, embutidas nos montes, dispostas de forma ornamental, como que em exibição, para serem apreciadas. Uma verdadeira Stonehenge angolana.

Encontrámos na vila piscatória do N’zeto exactamente o que procurávamos.

 

Praia: N’zeto, Zaire

Tipo de Praia: Familiar, porque segura e pela existência de imensas crianças locais, que esperam que os pais regressem da faina. Tanto os Pescadores como as suas famílias são hospitaleiros e abertos ao contacto.

Sem dúvida também uma praia de aventura, pela possibilidade de prática de desportos náuticos: surf, skimming, pesca, entre outros.

DSC_5932MM

Localização:

Como ir: a Vila do N’zeto dista cerca de 270 kms de Luanda. Os acessos de Luanda a N’zeto são excelentes, sempre em estrada asfaltada, podendo a viagem ser feita por um automóvel sem características especiais.

Nível de dificuldade dos acessos: 2

Onde ficar: Excelente oportunidade para acampar junto a Natureza.

Onde comer: Os restaurantes locais à volta servem peixe recém apanhado, trazido pelos Pescadores, por isso não deixe de o provar.

Conselhos uteis: Infraestruturas muito escassas, convém levar mantimentos para a praia.

O melhor: os miúdos locais a fazer skimming e piruetas na praia

O pior: a falta de infraestruturas

Exclusivo: é uma das poucas praias surfáveis a Norte de Angola, o que a torna muito especial.

Surf Spot: Sim

Ligação ao mundo? (Rede de telemóvel): Fraca

Outras praias na zona: Kifuca, Ambriz

Além da praia: Museu Kulumbimbi (antiga casa do Rei), Ponta do Padrão, Porto Rico, Porto do Pinda e claro….as rochas.

 

*Fotografias de Mauro Motty

*Texto publicado na edição nº 6 da Revista Rotas & Sabores, de Dezembro 2014 / Janeiro 2015assinatura

%d bloggers like this: