Angola, Um País Virado para o Mar // Luanda

A capital de Angola tem-se tornado, ano após ano, uma cidade cosmopolita.

Caos, movimento, trânsito, são palavras que vêm normalmente associadas à descrição da cidade, mas também arte, gastronomia e todos os elementos identitários da cultura angolana.

Pólo de atracção de milhares de pessoas, a paixão que desencadeia não se deve (apenas) ao crescimento económico, mas à beleza natural que a envolve. São inúmeros os lugares a não perder e o melhor cartão-de-visita é a gargalhada dos angolanos, os almoços de sábado, os festejos com os amigos à beira-mar em noites de “sempre-Verão”, o pôr-do-sol no Mussulo, e, claro, o primeiro mergulho de fim de semana em Cabo Ledo.

#16BG

Praia: Cabo Ledo

A praia de Cabo Ledo é um reduto de tranquilidade que se tornou maior que a sua localização geográfica, porque tem fama que já ultrapassou fronteiras, e por ser fantasiado por tantos milhares, ainda que nunca nele tenham depositado as angústias acumuladas durante a semana.

De areal extenso, areia dourada e rochas possantes, esta praia é a meca do Surf em Angola. Não tendo as ondas mais potentes, é adorada por todos os aficionados neste desporto, pelas suas esquerdas perfeitas e constantes.

Tipo de Praia: Familiar, de aventura, de relaxe, serve para tudo.

Localização: Vila de Cabo Ledo, a Sul de Luanda.

Como ir: De Luanda a Cabo Ledo, estrada que vai para Sul, em bom estado. A descida para a “praia dos surfistas”, Cabo Ledo, é íngreme e com picada, por isso aconselhamos que a descida seja feita com viatura todo o terreno.

Dificuldade dos acessos (de 1 a 5): 2

Onde ficar: Resort Carpe Diem, Dona Teo ou Doce Mar.

Onde comer: Os resorts citados têm todos óptimos restaurantes.

Luanda

Conselhos úteis: A praia dos surfistas tem um bar modesto, por isso convém levar mantimentos para o dia. Noutras zonas do Cabo, a praia é devidamente servida por infra-estruturas.

O melhor: Espaço de tranquilidade, nunca está apinhado de gente.

O pior: Não existe!

Exclusivo: Algas que brilham no escuro quando se entra no mar à noite, o que confere ainda mais magia a esta praia tão especial. Chamamos-lhe “o strass do mar”.

Surf Spot: Sim, sim, sim.

Ligação ao mundo (rede de telemóvel): Aceitável.

Outras praias na zona: Ilha de Luanda, Mussulo, Palmeirinhas, Sangano, Cova da Onça, Queiroz e centenas de praias inominadas e por descobrir.

Além da praia: Cabo Ledo vale por si, mas também por toda a magia inerente ao trajecto que nos transporta até lá.

O Miradouro da Lua, o Golfe nos Mangais, o tanque de guerra mais pacífico de que há memória, a reserva natural da Kissama, terra vermelha, Rio Kwanza e Savana.

assinatura

 

 

*Fotografias de Bernardo Gramaxo, Mauro Motty e Vasco Célio.

*Texto publicado na Revista Rotas & Sabores, edição n.º 6, de Dezembro 2014 / Janeiro 2015.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Advertisements
1 comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: