Angola, Um País à Beira Mar 2 // Namibe

Terra da felicidade.

Terra do deserto, do mar, do caranguejo, da Welwitschia Mirabilis. Terra da diversidade cultural. O Namibe é tudo isto e é tudo isto que o torna tão especial.

É também uma das províncias de Angola mais forte em termos de turismo. O deserto explica boa parte deste sucesso, mas as praias não estão inocentes na escolha desta província para uns dias de descanso. Aliás, é no Namibe que estão as praias mais radicais que se podem encontrar no país, sem esquecer a famosa onda de 3 quilómetros de comprimento, em Cabo Negro.

Revista-R&S-nº12_Praias9

Praia: Cabo Negro

Tipo de Praia: Aventura e desporto.

Localização: Tombwa, a cerca de 100 quilómetros da capital da província do Namibe, com o mesmo nome.

Como ir: em viaturas com tracção a 4 rodas, adaptadas para andar no deserto.

Nível de dificuldade dos acessos: 5

Onde ficar: Acampar é a solução. É uma praia completamente deserta, e é desejável que assim continue. A alternativa será pernoitar no Flamingo Lodge e percorrer alguns Kms para chegar a Cabo Negro.

Onde comer: num piquenique à beira-mar.

Conselhos úteis: se não conhecer a área na perfeição, vá acompanhado de guias experientes. Não arrisque.

O melhor: A paisagem: mar aberto e uma duna gigante pontuada de rochas, com golfinhos a completar o cenário. É o spot perfeito para se sentir completamente “into the wild”.

O pior: não há, a não ser, claro, que prefira uma praia cheia de gente.

Exclusivo: É a praia com as melhores ondas para surfar em Angola.

Surf Spot: Sim. O melhor!

Ligação ao mundo? Escassa. Há rede de telemóvel apenas ao cimo da duna. Perfeito para se desligar do mundo.

Outras praias na zona: Ali perto, ainda no município do Tombwa, existem outros areais, mas temos dúvidas de que vá querer deixar Cabo Negro para trás.

Além da praia: Aventure-se pelo deserto. Faça do leito dos rios a sua estrada, das dunas um atalho, do sol a sua bússola. Explore o parque do Iona e marque encontro com os Himbas, um povo nómada que circula entre o Sul de Angola e a Namíbia e viva a “descoberta” de uma das tribos mais carismáticas desta parte do mundo.

assinatura

*Texto originalmente publicado na edição n.º 12 da Revista Rotas & Sabores.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: