Italia Meravigliosa // Roma

IMG_1749

As férias de verão de 2015 foram inteiramente dedicadas ao dolce fare niente.

Tudo começou meses antes, com a preparação da viagem, que foi um verdadeiro período de degustação lento e saboroso, como se de uma belíssima pasta se tratasse…

Preparámo-nos, pois, para uma entrega completa aos prazeres sensoriais, que começou na aprendizagem da língua e foi terminar em flutes de prosecco, sem receio de ir parar ao inferno.

O programa era ambicioso e abrangia várias regiões italianas em apenas dez dias.

Ir para o Norte ou para o Sul?

Para a Costa ou para o Campo?

Chianti ou mar azul?

Madonna!

A Itália, esse país enorme que preenche todo o nosso imaginário veraneante…completamente ao dispor dos nossos desejos… mozzarella di Buffala, pasta, pizza, prosecco, gelati…um verdadeiro atentado ao pudor gastronómico.

Com o auxílio de amigos “locais”, lá conseguimos decidir o que visitar:

Roma – Nápoles – Costa Amalfitana – Capri – Florença – Cinque Terre – Milão – Alpes.

A única certeza que tínhamos era o início da viagem em Roma e o seu término em plenos Alpes para festejar um casamento ítalo-angolano.

IMG_1721

Roma recebeu-nos com um tempo magnífico.

Estávamos na segunda quinzena de Agosto e a cidade estava tranquila q.b., sem grandes multidões, o que é sempre agradável, mas com a desvantagem de ter alguns serviços fechados…alguns dos restaurantes e clubes recomendados estavam fechados, mas a verdade é que assim temos um pretexto para lá voltar muito em breve.

Fica, por isso, a nota: as férias são uma “instituição” em Itália, e o dolce fare niente um direito adquirido. Ninguém abdica delas, e é exactamente nessa altura que os italianos correm para beira-mar. convém, por isso, escolher cautelosamente, a melhor altura para visitar Itália,

Mas Roma lá estava, o tal “museu a céu aberto”, imponente como tão bem sabe ser.

Que cidade tão bonita!

(poderia ter usado outro adjectivo, mas por vezes a simplicidade das palavras sustenta a magnitude do sentimento).

Apetece passear a pé sem rumo, só a absorver a atmosfera.

IMG_1726

E foi o que fizemos, recém chegadas, os olhos ainda a habituarem-se ao cenário, meio sem acreditarmos que as tão desejadas férias tinham finalmente chegado.

Piazza Di spagna, com as suas longas escadarias com vista privilegiada, Via del Corso, Via Condotti, finalmente a Fontana di Trevi e (lugar comum?), entramos de repente na Dolce Vita de Fellini, exactamente naquele lugar que imortalizou Anita Ekberg e Marcello Mastroianni.

E a doce caminhada continua…o Panteão, a Piazza Navona, perfeita para um flute de prosecco…

No Coliseu há encontros imediatos com gladiadores, e pela cidade um sem número de belezas cheias de história e Arte a que ninguém fica indiferente…Teatro de L’opera, Teatro de la Esposizione, Colonna Traiana…

O bairro de Trastevere foi o escolhido para uma bela jantarada perfumada a Chianti, onde recebemos o melhor conselho das nossas vidas, de uma sexagenária deliciosa, com uma história de vida incrível:

“Girls, be good. And if you can’t be good, be wise”

 …e num ápice (soube a tão pouco…) estávamos nós no comboio, rumo ao destino seguinte.

 

Em breve, a aventura continua…

assinatura

*Artigo originalmente publicado na Revista Rotas & Sabores.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: